'Cá entre nós: fui eu quem sonhou que você sonhava comigo, ou teria sido o contrário? (...) não era isso o que eu queria ou planejava dizer. Pelo menos, não desse jeito embaçado como uma VIDRAÇA durante a chuva. Por favor, apanhe aquele pequeno pedaço de feltro(...) limpe devagar a vidraça(...) até ficar mais claro o que há POR TRÁS. Lago, edifício, montanha, outdoor, qualquer coisa. Certamente molhada, porque só quando chove as vidraças embaçam. Será? ' (C.F.A)
.
.

mєηiηα

mєηiηα

» ' Chegue mais perto. ;)

» ' Chegue mais perto. ;)
Daqui há pouco você vai crescer e achar tudo isso ridículo. Antes que tudo se perca, enquanto ainda posso dizer sim, por favor, chegue mais perto" [Caio F. Abreu]
'Por trás da vidrαçα. 'Por trás da vidrαçα. 'Por trás da vidrαçα. 'Por trás da vidrαçα.
.

'Porque, vez ou outra, ainda sinto tanta vontade de remar?


         O barco afundou e até já faz algum tempo. 
      No final das contas salvaram-se todos - eu e você- os protagonistas dessa história. Mas de vez enquando (eu e você) ainda sentamos a beira do rio. Ainda olhamos  os destroços de nosso barco, tentando imaginar outras estrátegias, que talvez, podessem ter evitado o nosso náufrago. Ficou em nós a saudade de quando  entramos no barco pela primeira vez, sem  esse  medo, pois tudo que queriamos será  remar (re-amar).
        Hoje sabemos que as coisas não são tão simples assim: não é só entrar no barco. Tem a direção dos ventos, a previsão meteorologica, as bagagens, enfim... coisas além do sentir. E por isso só podemos ficar aqui na margem desse rio de lembranças boas.
        Infelizmente vivemos em margens opostas. Até posso "ver você" sentado ali, na outra margem  querendo-me mais perto. Também o quero, mas quanta água nos separa!
















Hoje ele me disse que semana passada foi ao nosso cantinho e que lá passou um filme na cabeça dele.


Eu não falei nada, mas vejo esse filme quase todos os dias.(Mesmo sem ir até ele).  =X


Nossos nomes continuam por lá ;)






2 'comentários do lado de fora::

Taíse Marques 25 de outubro de 2010 08:45  

"Infelizmente vivemos em margens opostas. Até posso "ver você" sentado ali, na outra margem querendo-me mais perto. Também o quero, mas quanta água nos separa!"

Como se fosse destino, ELE entrou no MSN na hora que eu li essa parte.
Adorei o texto. Como se fosse escrito pra mim :)

• 'A mєηiηα por trαs da vidrαçα 25 de outubro de 2010 09:14  

ônw querida Taíse.
Confesso que já li os teus textos, escritos para Aquele moço, e disse: 'Cara ela fez para mim!'.
rsrs.
Considere esse feito para você ;)
(São sentimentos nossos.)
Meu desejo é que fiquemos as nossas margens, mas não nós percamos de vista.

Boa sorte com Aquele moço e uma ótima semana pra ti.(yn)

Abraços da menina por trás da vidraça.

Postar um comentário

"Tive vontade de sentar na calçada (...) e chorar,mas preferi entrar numa livraria,comprar um caderno lindo e anotar sonhos." (Caio F. Abreu)

• Essα mєηiηα Por trás da Vidraça.

.
"(...) Teria olhos verdes? Era fascinado por olhos verdes, como se as pessoas de olhos verdes nunca revelassem TUDO, escondendo por trás daquela cor uma vida secreta, profunda, como a dos GATOS. "
(Caio Fernando Abreu
in Limite Branco)

'Quem me observa Por trás da Vidraça. ;)

'Obrigada pela visita

'Obrigada pela visita
.
| Imagens que falam por mim| * 'As imagens do blog (com exceção das fotos pessoais) foram extraídas de sites como gettyimages, weheartit, deviantart. A falta de referênciação se dar pela não identificação de autoria. Portanto, aqui segue os créditos gerais para todos que com tanta sensibilidade consegui (e consegue) capturar o instante de um sentir tão profundo.

  © • 'A mєηiηα por trαs da vidrαçα

Design by Emporium Digital